Promotores franceses começaram nesta quarta-feira (17), as investigações no interior da Catedral de Notre-Dame, em Paris, para descobrir as causas do incêndio que atingiu a estrutura.

Os especialistas e investigadores ainda não haviam conseguido entrar no local devido ao temor de que toda a estrutura pudesse ruir. O incêndio, ocorrido na segunda (15), devastou a catedral, destruindo o pináculo de 90 metros de altura e cerca de dois terços do teto.

A principal suspeita é de que o fogo esteja associado aos trabalhos de restauração da Catedral, que tiveram início no ano passado. Cerca de 30 pessoas já foram interrogadas. Os promotores investigam a possibilidade de que o incêndio tenha começado por negligência.

Metro1