O presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), anunciou no final da manhã desta quinta-feira, dia 22, mais 13 nomes que integrarão os ministérios de seu futuro governo. O anúncio foi feito durante uma coletiva de imprensa no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), em Brasília.

Veja a lista dos futuros ministros:

Ministra da Saúde: NísiaTrindade, atual presidente da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz)

Ministro da Educação: Camilo Santana (PT), ex-governador do Ceará

Ministra de Gestão:  Esther Dweck, economista ligada ao PT

Ministro de Portos e Aeroportos: Márcio França (PSB), ex-governador de São Paulo

Ministro da Ciência e Tecnologia: Luciana Santos (PCdoB), vice-governadora de Pernambuco

Ministra da Mulher: Aparecida Gonçalves, especialista em gênero e violência contra mulher

Ministro de Desenvolvimento Social: Wellington Dias (PT), senador eleito pelo Piauí

Ministra da Cultura: Margareth Menezes, cantora

Ministro do Trabalho: Luiz Marinho (PT), ex-ministro da Previdência Social (2007-2008)

Ministra da Igualdade Racial: Anielle Franco, presidente da Fundação Marielle Franco

Ministro dos Direitos Humanos: Silvio Almeida, advogado e especialista em debates sobre racismo e políticas em prol da diversidade

Ministro da Indústria e Comércio: Geraldo Alckmin (PSB), vice-presidente eleito e ex-governador de São Paulo

Além desse nomes, Lula anunciou Jorge Messias como Advogado-geral da União, Vinícius Carvalho na Controladoria-geral da União e Marcio Macêdo na Secretaria-geral da Presidência da República.

A nova Esplanada terá 37 pastas. Anteriormente, Lula já tinha anunciado Fernando Haddad, na Fazenda; Flávio Dino, na Justiça e Segurança Pública; José Múcio Monteiro, na Defesa; Rui Costa, na Casa Civil; e o embaixador Mauro Vieira nas Relações Exteriores.

Fonte: Metro1