A empresa Meta, que controla as redes sociais Facebook, WhatsApp e Instagram, informou nesta quinta-feira, dia 12, em Brasília que criará um “centro” para monitorar o conteúdo publicado por usuários sobre as eleições deste ano.

Segundo a Meta, a medida faz parte de uma série de ações que buscam combater fake news nas redes sociais. O “centro de monitoramento” será feito por funcionários da empresa no Brasil e nos Estados Unidos. O modelo já foi testado no Brasil durante as eleições de 2018 e de 2020.

As ferramentas têm sido desenvolvidas a partir de uma parceria firmada em fevereiro com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Metro1