Reuniões familiares nas festas de fim de ano, como natal e ano novo, não são a aposta mais segura para as famílias, se quiserem impedir a disseminação do novo coronavírus. Foi o que recomendou nesta terça-feira (24) a Organização Mundial da Saúde (OMS).

“Em algumas situações, a difícil decisão de não ter uma reunião familiar é a aposta mais segura”, disse a líder técnica da OMS, Maria Van Kerkhove.

Vale lembrar que o Brasil já possui mais de 6 milhões de casos do novo coronavírus, enquanto a Europa vivencia uma segunda onda da doença.

Editado pelo Tribuna do Recôncavo | Informações: Bahia Noticias