Pelo menos cinquenta e três lideranças indígenas da Bahia são assistidas atualmente por um programa de proteção, por estarem sob diversos tipos de ameaças, inclusive de morte.

A maioria das ameaças são de fazendeiros e acontecem no interior do estado, segundo o portal. Os conflitos envolvem disputas por terras.

A Bahia é o estado com maior população indígena do Nordeste e o terceiro do país, segundo o Censo 2010 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

 

Babau

Atualmente, uma das lideranças sob proteção causa das ameaças é Rosivaldo Ferreira da Silva, o Cacique Babau, 44 anos, líder da terra indígena Tupinambá de Olivença, de 47,3 mil hectares, localizada entre os municípios de Una, Ilhéus e Buerarema, no sul do estado.

Ele relatou ao governo e ao Ministério Público Federal ter recebido informações de um suposto plano de assassinatos tendo como alvo ele e integrantes de sua família.

Bahia.ba