O município de Cairu, no Baixo Sul da Bahia, publicou edital para formação do primeiro Conselho Municipal de Jjuventude. Segundo a secretária nacional da juventude, Emilly Coelho, tais conselhos funcionam como observatórios da juventude, cabendo a eles acompanhar os jovens, os escutar, tentando identificar quais são os seus problemas, suas preocupações concernentes ao futuro, pois muitas dessas questões são locais e regionais.

A gestora acrescentou que os diversos contextos culturais, sociais e econômicos existentes nas cinco regiões brasileiras exigem um cuidado específico na criação e execução de ações governamentais. “Embora todos os jovens tenham preocupações com o futuro, há diferenças entre jovens de cidades pequenas e turísticas, como Cairu, e aqueles que vivem em municípios industrializados, com milhões de habitantes. Por isso, a SNJ está focada em estimular e participar ativamente da criação de conselhos de juventude por todo o território nacional”, disse.

A secretária finalizou o discurso parabenizando a prefeitura do município pelo engajamento e por mostrar o exemplo para o resto do país. “Uma sociedade que ignora o jovem abandona seu próprio futuro. Isso reitera a necessidade de que, a exemplo de Cairu, tenhamos cada vez mais municípios engajados na criação de conselhos para juventude. Tais conselhos são um passo auspicioso na direção da resolução de problemas e do fomento da prosperidade social”.

Também participaram do evento a secretária municipal de políticas sociais, Iramar Costa; a superintendente de juventude de Cairu, Pauline Souza; o presidente do conselho estadual de juventude, Ronald Castro; e a coordenadora estadual de Políticas para a Juventude, Fernanda Sampaio. Para mais informações, envie email para: juventude@mdh.gov.br

Editado pelo Tribuna do Recôncavo | Informações: ASCOM/MMFDH