De acordo com a Organização Mundial da Saúde, o Brasil está na quinta colocação no mundo quando o assunto é depressão. Infelizmente podem existir pessoas passando por essa doença que convivem com você. No entanto, você sabe como identificar e até mesmo ajudar alguém com depressão?

Pode não ser uma tarefa fácil, mas, uma pessoa depressiva dá sinais de que precisa de ajuda. Infelizmente a vontade de ajudar com uma certa pressa, pode acabar encurralando o paciente e atrapalhar o tratamento, piorando o estado psíquico. Para saber como ajudar alguém com depressão, confira esse artigo.

Acompanhe também o Tribuna ON e reveja nosso programa: Psicóloga Inez Rodrigues falou sobre Ansiedade e Depressão.

Boa leitura!

O que é depressão?

A depressão é um transtorno mental onde aproximadamente 10% de toda população mundial é afetada. O termo é denominado por constantes sentimentos de profunda tristeza, apatia e a perda de interesse em atividades prazerosas. Contudo, é um conjunto de condições associadas à elevação ou rebaixamento do humor, prejudicando o dia a dia de forma significativa.

Leia também: Fabiano de Abreu dá dicas para pacientes com depressão.

Sintomas de depressão

Os principais sintomas de depressão se caracterizam com a falta de vontade em realizar atividades prazerosas, energia reduzida e cansaço constante. Inicialmente, surgem com baixa intensidade, mas apresentam piora ao longo do tempo. Isso acompanhado de sofrimento, incapacidade de trabalhar ou interagir com demais pessoas.

Os sintomas mais comuns incluem:

Sensação de vazio ou tristeza;

Irritabilidade;

Dores e alterações no corpo;

Problemas de sono;

Perda de apetite;

Falta de concentração;

Pensamento de morte e suicídio;

Abuso de álcool e drogas.

Crises depressivas

Durante o surto, uma pessoa que está em meio a uma crise depressiva, apresenta grandes dificuldades em processar informações e agir. Como se o cérebro não funcionasse como deveria. É comum durante as crises, ocorrer a ideação suicida, um ato de pensar sobre o próprio suicidio, seja em uma consideração simples ou um plano detalhado. Além disso, ao longo do surto o corpo sofre alterações, como o aumento na produção de cortisol.

Serviços de saúde que atendem a depressão

Os serviços de saúde estão cada vez mais preparados para atender e auxiliar pessoas que estão passando pela depressão. No SUS, os pacientes podem buscar orientações e tratamentos em Centros de Atenção Psicossocial (CAPS), Serviços Residenciais Terapêuticos (SRT), ambulatórios multiprofissionais, Unidades de Acolhimento e hospitais especializados.

Outro ponto importante é ter o apoio de profissionais psicólogos e psiquiatras, para o caso de haver necessidade de ministrar medicamentos e controlar as crises e sintomas. Nesse cenário, um documentário sobre saúde mental e depressão é lançado pela internet.

Apoio sem julgamento como recurso principal de ajuda

Apoiar é uma forma de ser solícito, sem impor condições ou cobranças sobre a pessoa. Não force ninguém a sair, tomar banho, dormir menos ou falar sobre os problemas com que ela não quer. Essa vontade incontrolável de ajudar é chamada de co-dependência familiar, uma forte ligação emocional de familiares em relação a um membro que esteja passando por problemas com a depressão. Lembre-se, não será uma tarefa fácil, portanto, familiares e pessoas próximas devem procurar ajuda profissional para aprenderem a lidar e ajudar quem mais precisa.

8 atitudes para ajudar alguém com depressão

Se alguém próximo a você está com depressão, provavelmente a sua ajuda será importante. Veja a seguir o que pode fazer nessa situação:

#1 Incentive a busca por ajuda profissional

Um ponto importante em ajudar alguém com depressão e incentivar a busca por um profissional. Psicólogos e psiquiatras estão prontos para auxiliar de forma positiva, visando controlar os sintomas o mais rápido possível.

#2 Evite frases prontas de incentivo

Tudo o que a pessoa mais quer, é não ouvir frases prontas, “você é forte”, “é so uma fase”, “estou aqui”, são exemplos que devem ser evitados. Foque em assuntos descontraídos que façam a pessoa se desligar e esquecer o que está passando.

#3 Converse bastante.

O simples ato de ouvir, alivia a tensão e pode ajudar na hora de encontrar tranquilidade. Ter com quem conversar, amplia as perspectivas do depressivo, a fim de promover mudanças significativas.

#4 Não deixe a pessoa depressiva usar álcool e drogas

Álcool e drogas são válvulas de escape para quem sofre com a depressão. Mas, são perigosos, afinal, podem piorar o quadro. E nesse processo de vulnerabilidade, o mais importante é aumentar a imunidade da pessoa. Convide a pessoa para socializar e se distrair, sem estimular a beber ou usar qualquer tipo de droga.

#5 Promova a socialização

Quando o tratamento apresentar resultados, o paciente se sentirá mais forte e disposto, tente animá-lo a sair de casa e socializar com outras pessoas. Não será fácil, mas não desista, sempre convide para passeios e atividades até que o sim venha.

#6 Não ofereça sermão e lição de moral

Jamais queira dar sermões ou ensinar a pessoa como lidar com a depressão. Ela está enfrentando momentos difíceis e precisa de apoio e não ser julgada. Busque pelo lado da compreensão.

#7 Apoie e incentive exercícios físicos

Exercícios físicos se tornam grandes aliados. Com o tratamento, pode melhorar o humor e a qualidade de vida, além claro, de fazer bem para o corpo e mente, a atividade física é um incentivo para o depressivo sair de casa. Aliar a atividade física com alimentação regrada também traz grandes benefícios. É importante aliar a vitamina c no esporte para acelerar o processo de recuperação.

#8 Demonstre vontade de ajudar

Deixe claro que você quer ajudar, e que aquela pessoa pode contar com você. Pacientes depressivos dificilmente avisam que precisam de ajuda, então, se atente aos sinais e demonstre que realmente tem vontade e quer ajudar. Ademais, cada pessoa possui uma personalidade e se comporta de forma diferente perante os sintomas. Seja simpático e se coloque no lugar do outro, apoie e persista, quem passa por momentos assim precisa da sua ajuda! Depressão tem se tornado um assunto cada vez mais debatido. Acompanhe esse tema e muitos outros no Tribuna ON!

Matéria: Paula Moraes/ Redatora Freelancer