O município de Santo Antônio de Jesus (BA), por meio do prefeito Genival Deolino e da secretária de Educação Renilda Barreto, se reuniu na quarta-feira, dia 20, com integrantes da APLB – Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia.

Na pauta, os profissionais sinalizaram a importância do enquadramento funcional de professores referente à carga horária atestada em estatuto que integra o plano de carreira da categoria. Os representantes sindicais cobram a alteração de 20 para 40 horas semanais de trabalho.

De acordo com a secretária de Educação essa agenda é urgente, além de outras demandas com a categoria. A secretaria ressalta que o diálogo está aberto a todas/os na construção coletiva para assegurar os direitos adquiridos.

“Desde o início do mandato, a gestão municipal tem se debruçado sobre o assunto. Porém, houve vários desvios legais, dias antes de assumirmos a pasta, que comprometem todo o processo. Seguimos empenhados e buscando alternativas viáveis para o pleito dos professores e professoras que são fundamentais para o futuro de crianças e jovens santoantonienses.”, destaca Barreto.

Segundo a gestão municipal, outras questões reivindicadas pelos sindicalistas serão tratadas em reunião posterior solicitada pela categoria.

Editado pelo Tribuna do Recôncavo | Informações: ASCOM-PMSAJ

MATÉRIA RELACIONADA: SAJ: Professores realizam manifestação após serem informados de revogação de decreto