Nesta quinta-feira, dia 21, os professores da rede municipal de educação de Santo Antônio de Jesus (BA) foram surpreendidos por uma nota emitida pelo sindicato da categoria, APLB, onde dizia que após reunião com o gestor municipal, secretária de educação e procurador do município, o sindicato fora comunicado que o decreto que altera a carga horária de 98 professores da rede municipal de 20 para 40 horas seria revogado.

“A categoria recebeu essa notícia impactante com muita tristeza, pois são anos de luta, sem valorização e as vagas reais existem no município”, disse uma professora.

Na tarde dessa quinta (21), a categoria se reuniu com a secretária de educação, Renilda Barreto, no Centro Cultural, para ter maiores esclarecimentos devido a demora da convocação. Na ocasião a secretária reafirmou que o decreto será revogado devido a lei de responsabilidade fiscal e por impactos financeiros.

A categoria, que compareceu com a advogada, Dra. Suzana Andrade, deixou claro que irá lutar por seus direitos adquiridos. Também estiveram presentes representantes da APLB e o vereador Uberdan Cardoso.

SAJ: Professores realizam manifestação após serem informados de revogação de decreto - saj, noticias, destaque

Na foto, Dra. Suzana Andrade | Divulgação

Segundo Dra. Suzana Andrade, o pleito dos professores é pela manutenção do processo de enquadramento, ainda que se estabeleça novo cronograma para conclusão.

“É importante registrar que a luta desses servidores é antiga, os requerimentos de enquadramento são datados de 2016. Caso o atual prefeito revogue o Decreto do Enquadramento, tornará sem efeito essa luta árdua dos servidores e provocará um lamentável retrocesso de direitos!”, disse Andrade.

Após a reunião os professores realizaram um protesto de indignação em frente a prefeitura.

Matéria: Jocinere Soares/ Tribuna do Recôncavo

MATÉRIA RELACIONADA: SAJ: Em reunião com a APLB secretária de educação diz que houve desvios legais no final da gestão anterior