Representantes da CNBB, OAB, ABC, ABI e SBPC se reuniram nesta última sexta-feira, dia 27, de modo virtual, para alertar a população que fique em casa respeitando as recomendações da ciência, dos profissionais de saúde e da experiência internacional.

Conforme uma nota pública elaborada pelas entidades, as estratégias de isolamento social, fundamentais para conter o crescimento acelerado do número de pessoas afetadas pelo coronavírus, visam à organização dos serviços de saúde para lidar com esta situação, que, apesar de grave, pode ser bem enfrentada por um sistema de saúde organizado e bem dimensionado.

Ainda segundo a nota, a campanha de desinformação desenvolvida pelo Presidente da República, conclamando a população a ir para a rua, é uma grave ameaça à saúde de todos os brasileiros. “A hora é de enfrentamento desta pandemia com lucidez, responsabilidade e solidariedade. Não deixemos que nos roubem a esperança”, diz a nota.

Participaram da reunião Dom Walmor Oliveira de Azevedo, presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil – CNBB; Felipe Santa Cruz, presidente da Ordem dos Advogados do Brasil – OAB; José Carlos Dias, presidente da Comissão de Defesa dos Direitos Humanos; Dom Paulo Evaristo Arns – Comissão Arns; Luiz Davidovich, presidente da Academia Brasileira de Ciências – ABC; Paulo Jeronimo de Sousa, Associação Brasileira de Imprensa – ABI e Ildeu de Castro Moreira, presidente da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência – SBPC.

Redação:  Tribuna do Recôncavo | Informações: Analítica Comunicação