O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes encaminhou para a Procuradoria-Geral da República (PGR) o pedido de afastamento do ministro da Defesa, Paulo Sérgio Nogueira. O pedido foi protocolado pelo deputado Marcelo Calero (PSD-RJ) na ação sobre milícias digitais. No documento entregue ao Supremo Tribunal Federal (STF) na última quinta-feira, dia 10, o deputado alega que manifestações feitas pelo ministro acabaram pondo em dúvida o processo eleitoral brasileiro.

Na última quarta-feira, dia 16, um grupo de advogados também acionou STF também com pedido de impeachment contra o ministro por suposto crime de responsabilidade. Tanto a ação de Calero quanto a dos advogados citam a nota na qual as Forças Armadas afirmam que o relatório em que confirma os dados da votação das eleições deste ano “não exclui a possibilidade da existência de fraude” nas urnas.

O grupo de advogados pede ainda que seja realizada busca e apreensão no gabinete e na residência oficial do ministro, para provar a participação dele nas “tratativas entre o referido Ministério e as Forças Armadas na prática de atos atentatórios à democracia brasileira”.

Metro1