Foi com a força dos braços e apoio de outros colegas de farda, que o soldado Giéliton Carlos Santos Silva, lotado na 3ª Companhia da PM, impediu que um bezerro, com poucos dias de nascido, ficasse atolado e morresse em um charco. O caso aconteceu na zona rural de Monte Santo (BA), região de Canudos, no início da manhã de sexta-feira, dia 16.

O animal foi encontrado, após guarnições da Companhia de Emprego Tático Operacional (Ceto) e da 3ª Companhia, que intensificavam o patrulhamento após denúncias sobre uma plantação de maconha, avistarem o animal mugindo bastante, tentando sobreviver.

O PM socorrista Giéliton Carlos contou que a primeira reação foi entrar no charco e salvar o bicho. “Não conseguiria dormir se não conseguisse salvar aquele animal. Dei o meu máximo pra que ele conseguisse sair vivo. Qualquer ser humano, no meu lugar, deveria fazer o mesmo. Esse é o nosso dever!”, explicou, agradecendo o apoio de todos os colegas.

O comandante do 5º BPM, tenente-coronel Antônio Batista de Macedo Júnior, explicou que o animal ficou preso, após buscar água para beber. “Aqui no sertão, esses locais são muito usados quando os animais sentem sede. Como o nível da água estava muito baixo e ele era um bezerro bem pequeno, acabou atolando e não conseguiria escapar dali sozinho e com vida”, concluiu. Após salvamento, o animal foi solto e rapidamente conseguiu localizar a sua mãe.

Editado pelo Tribuna do Recôncavo | Informações: PM