O avião bimotor Cessna 550, fabricado em 1980, pertencente a um dos homens mais ricos do Brasil, o banqueiro José João Abdalla Filho, caiu na tarde desta última quinta-feira, dia 14, quando tentava pousar na pista de um resort localizado na praia de Barra Grande, em Maraú, no Baixo Sul da Bahia.

A aeronave pegou fogo, mas não se sabe se devido a algum problema que pode ter causado a queda ou se em função do choque com o solo, ocorrido por volta das 14 horas. Os feridos foram encaminhados para o posto de saúde de Barra Grande, e em seguida transferidos para hospitais de Salvador.

O avião, com 9 adultos e uma criança, partiu de Jundiaí, no interior de São Paulo, os quais passariam o feriado prolongado em Maraú, município que possui belíssimas praias, dezenas de ilhas, cachoeiras, manguezais e muita Mata Atlântica totalmente preservada. Maraú faz divisa com Camamu e Itacaré.

A pessoa que morreu foi a jornalista Marcela Brandão Elias, irmã da esposa de Eduardo Mussi, que é irmão do deputado federal licenciado Guilherme Mussi, do PP, em São Paulo. Também estavam na aeronave o filho da vítima, Eduardo, a esposa dele e o ex-piloto da Stock Car Tuka Rocha. Todos eles sobreviveram, e o deputado licenciado não estava no avião.

Os nomes dos feridos confirmados até são:

  • Eduardo Mussi
  • Maísa Marques Mussi
  • Tuka Rocha
  • Airis Napoleão Guerra
  • Fernando Oliveira Vieira
  • Marcelo Constantio Allus
  • Marri Cavilane
  • Eduardo Trajano Elias
  • Maysi Mussy

Redação: Tribuna do Recôncavo | Informações: Agência Brasil e Barra Grande 24 horas