Policiais da Operação Ronda Maria da Penha promoveram na tarde de quarta-feira, dia 14, na comunidade quilombola do Barro Preto (ABEQUI), na cidade de Jequié, no Sudoeste baiano, uma edição do projeto ‘Ciranda com a Ronda’. A ação deve ser levada para outras localidades rurais e urbanas do município.

De acordo com a gestora da Operação em Jequié, tenente Patrícia de Oliveira Batista, a iniciativa visa trabalhar o enfrentamento à violência contra mulheres quilombolas e mulheres da zona rural. “A cada evento teremos um grupo de mulheres diferentes para que consigamos atingir o maior quantitativo de mulheres”, contou a policial.

Os policiais utilizaram o jogo do espelho, instrumento lúdico para ajudar as mulheres a conhecerem e identificarem todas as formas de violência e, nos casos em que vivem alguma forma de abuso, reconheçam a si ou a outras como vítima. Todas as participantes recebem orientações de como solicitar ajuda ou ajudar outras vítimas. “A intenção em atingir mulheres da zona rural é porque elas têm menos acesso à informação à rede de apoio por morar em local distante”, explicou a oficial.

Editado pelo Tribuna do Recôncavo | Informações: SSP