Dois jovens foram assassinados na noite da última terça-feira, dia 17, na BR-101, trecho de Itabela, no extremo sul da Bahia. Os indígenas N. B. J., de 17 anos, e Samuel Cristiano do Amor Divino, seguiam para uma fazendo no Povoado de Montinho, quando foram baleados. A fazenda foi ocupada por um grupo indígena no processo de retomada feito pelos povos Pataxós da região extremo sul.

De acordo com testemunhas, os disparos foram realizados por homens que estavam a bordo de uma motocicleta. As vítimas foram atingidas nas costas. A Delegacia Territorial (DT) de Itabela está investigando o caso, mas ainda não há informações sobre a autoria e motivação do crime. Após o crime, um grupo de indígenas fez uma manifestação na BR-101, que ficou interditada entre 19h e 22h de terça-feira.

O Movimento Indígena da Bahia e a Federação Indígena das Nações Pataxós e Tupinambás do Extremo Sul da Bahia (FINPAT) se posicionou e pediu, à Fundação Nacional dos Povos Indígenas (Funai) e aos ministérios da Justiça dos Povos Indígenas, que a segurança na região fosse reforçada. Indígenas e fazendeiros estão em conflitos com fazendeiros por disputa de terras desde o ano passado.

Metro1