Durante a inauguração oficial da Capela e Memorial em homenagem a Santa Dulce dos Pobres, ocorrida na cidade de Castro Alves (BA) neste último domingo, dia 27, o engenheiro e empresário castroalvense Ivan Leão, falou sobre sua iniciativa de idealizar o projeto e doar os recursos para a construção dos espaços.

Ao repórter Hélio Alves, Ivan Leão, que é membro do conselho das Obras Sociais de Irmã Dulce, falou que a Capela e o Memorial são mais que uma obra de construção, é uma obra de fé e devoção.

“Irmã Dulce entrou em minha vida em 1994 e essa obra é uma forma de agradecimento por tudo que ela tem feito por mim, e como agradecimento a terra que eu nasci, para que ela fique mais perto da população pobre de Castro Alves, protegendo a todos, fazendo por esse povo o que ela faz comigo desde 1994”, disse leão.

A Capela e o Memorial foram construídos no Monte de Santo Antônio, ao lado da capela de Santo Antônio, santo que Dulce era devota. No Memorial, construído dentro da Capela, há o túmulo que ficou o corpo de Dulce de 2010 até 2019, tem a relíquia de primeiro gral, que é o fragmento da sua costela, e painéis que contam toda a história de Dulce, desde o seu nascimento até a canonização.

Reportagem e redação: Hélio Alves/ Tribuna do Recôncavo

Castro Alves: Ivan Leão fala sobre iniciativa de construir Capela e Memorial em homenagem a Santa Dulce - noticias, castro-alves

Túmulo onde ficou o corpo de Dulce de 2010 até 2019 | Foto: Hélio Alves/ Tribuna do Recôncavo

Castro Alves: Ivan Leão fala sobre iniciativa de construir Capela e Memorial em homenagem a Santa Dulce - noticias, castro-alves

Frente da Capela | Foto: Hélio Alves/ Tribuna do Recôncavo

MATÉRIA RELACIONADA: Capela e Memorial em homenagem a Santa Dulce foram inaugurados nesse domingo