O fim de ano foi mais econômico na Bahia, com pouco avanço no consumo em relação ao mesmo período do ano passado, segundo levantamento do Itaú Unibanco feito com base nas compras realizadas com cartões do banco no estado no mês de dezembro. Na comparação com o mesmo mês de 2021, o valor transacionado cresceu 7%, e o número de transações evoluiu 2%. Entretanto, uma geração se destaca — entre as pessoas com até 23 anos (geração Z), o total gasto no período avançou 51%, e a quantidade de transações, 40%.

Em dezembro, a Bahia foi o 4º estado com maior quantidade de transações nos cartões do Itaú no país, contabilizando 6% do total. 38% das compras foram feitas à vista — com ticket médio de R$ 82 -, e 62% foram parceladas — com valor médio de R$ 411.

O segmento com mais consumo no mês foi o de supermercados, que representou 14% de todas as compras (e avançou 4% em relação a 2021). Farmácias aparecem em segundo lugar — com 7% do share (mas apresentaram queda de 11% sobre o ano anterior). Atacados estão na terceira posição, também com 7% do total — mas tiveram avanço de 10%. Completam o top 5 as lojas de conveniência (6% do share, crescimento de 25% em relação ao ano passado) e postos de combustíveis (5% do total, com queda de 15% sobre 2021).

Um segmento inusitado, entretanto, se destaca no mês — os gastos com oftalmologistas e cuidados com a visão subiram 457% em dezembro na comparação com o mesmo período de 2021.

ASCOM Itaú Unibanco