O buraco situado na localidade de Matarandiba, em Vera Cruz, na Região Metropolitana de Salvador (RMS), registrou um aumento de cinco metros de comprimento em um intervalo de dois anos. Segundo a Dow Química, empresa responsável pela área, o buraco chegou a 115 m de comprimento. Em 2020, o comprimento era de 110 m. Na largura, o aumento foi de 3,1 m, saindo de 47,4 m para 50,5 m. A menor discrepância foi na profundidade.

O buraco ficou menos fundo em 8,8 m. Era de 32,7 m dois anos atrás, e agora tem 23,9 m. Ao Bahia Notícias, a Dow Química declarou que o local está seguro conforme apontaram os estudos realizados. A empresa declarou em nota que os procedimentos foram submetidos às autoridades competentes e apresentados à comunidade da vila de Matarandiba à medida que foram concluídos.

Ainda segundo a empresa, um canal via WhatsApp foi aberto para comunicação direta com a empresa através do número 71 99916-2557. O buraco foi descoberto em 2018 e desde então, os moradores temem pela segurança. Em 2019, eles chegaram a fazer um bolo de comemoração irônica (ver aqui) sobre o surgimento da cratera e da falta de agilidade para resolver a situação e tranquilizar de vez a comunidade.

Bahia Noticias