Com o aumento de casos de covid-19 na Bahia, escolas públicas começaram a recomendar o uso de máscaras. O coordenador-geral do Sindicato dos Professores da Bahia (APLB), Rui Oliveira, disse que a medida é uma questão de prudência. Uma audiência com o secretário de Educação da Bahia, Danilo de Melo, já foi solicitada pelo sindicato, para que um comunicado seja enviado aos diretores com a orientação. Falta menos de um mês para o fim do ano letivo.

Em abril de 2022, com a queda na quantidade de pacientes com covid e a redução da taxa de transmissão da doença, o uso de máscara em espaços fechados, como salas de aula, deixou de ser obrigatório na Bahia. De acordo com a Secretaria da Saúde (Sesab), na Semana Epidemiológica 46 (de 13/11/2022 até 19/11/2022) foram registrados 2.988 novos casos de Covid-19, o que corresponde a um aumento de 195,3% em relação à semana anterior, uma média de 1.260 casos ativos e 5 óbitos foram notificados. Até o momento, a pasta estadual não recomendou o uso de máscaras.

Na última semana, o Ministério da Saúde emitiu um alerta para “o aumento do número de casos e a circulação de novas linhagens da variante Ômicron e informou que 21 unidades da federação registraram aumento no número de casos, com destaque para Maranhão, Sergipe, Rondônia, Rio de Janeiro, Paraíba, Goiás, Roraima, Amapá, Rio Grande do Norte e Distrito Federal.

Bahia Noticias