O CONCURSO GRANDE PRÊMIO WEB DOS OFF DE CANNES em parceria com o Festival Cannes de Cinema, organizado por seu presidente e fundador Alain Zirah e por Anne Gomis (co-fundadora), realizado anualmente na cidade de Cannes na França, em sua 72ª edição, premiou em maio de 2019 talentos internacionais em várias categorias, destacando-se dentre estes na categoria literatura/Poesia a poetisa baiana MARLY RAMOS, com o seu poema TEÇO QUERERES. A apresentação dos vencedores aconteceu em 23 de maio de 2019 no Salão Nobre de Carlton.

Marly Ramos é poetisa, declamadora, atriz, escritora, residente em Salvador e tem renomado destaque em vários espaços baianos nas áreas literária e artística com publicações em Antologias Poéticas e em Artigos nacionais e internacionais.

Dentre outras atuações em Salvador, destaca-se a sua participação no Dicionário de escritores Contemporâneos da Bahia (2015) e a homenagem de Honra ao Mérito pela sua notável apresentação em performances poéticas pela LITERART em parceria com a  Academia de Letras, Música e Artes de Salvador, destacando-se como poetisa e atriz em Saraus, Festivais de Cultura e Arte em Salvador e Região Metropolitana em espetáculos teatrais, Saraus Poéticos e Festivais de Cinema, o que tem lhe concedido prêmios e o merecido reconhecimento como atriz e poeta.

Recentemente apresentou sua performance poética em Salvador, na Exposição Internacional, organizada pelo Mestre italiano Giuliano Ottaviani no Centro de Cultura da Câmara Municipal de Salvador. É representante da Associação Cultural Eclética Word Itália no Brasil e coordenou a ARTEXPO e o Concurso Internacional da Eclética com lançamento na Itália e premiações em Salvador em fevereiro deste ano. O seu repertório poético é composto por uma diversidade de obras, destacando-se “O Navio Negreiro”, “O Livro e a América”, “Saudação a Palmares”, “O Operário em Construção”, além de poemas de sua autoria.

A Revista Internacional  RED SILK CARPET (Chicago), divulgou os vencedores do Grande Concurso Internacional de 2019 da Web Off de Cannes, sendo motivo de grande alegria para Marly Ramos ver a sua poesia sendo destaque internacional.

Matéria: Maria do Carmo/ Tribuna do Recôncavo