A mais recente edição da pesquisa VanPro indica uma retomada econômica das agências de publicidade baianas. Em relação ao faturamento, 56% das agências baianas conseguiram manter ou elevar seu faturamento no segundo trimestre deste ano, na comparação com o mesmo período de 2020. Entre as que cresceram suas receitas, 40% das agências tiveram um aumento acima de 50%.

Na Bahia, foram entrevistadas 43 agências e, segundo os dados apurados, 54% consideram que as perspectivas de mercado são boas; 28% consideram estáveis; 9% acham que são muito boas e 7% não deram uma previsão. Considerado um termômetro dos negócios no setor, o levantamento é feito pelo Sindicato das Agências de Propaganda do Estado da Bahia (Sinapro-Bahia) e Federação Nacional das Agências de Propaganda (Fenapro).

Entre as participantes do estudo, 16% avaliam que a carteira tem um equilíbrio de 70% ou mais entre demanda e remuneração; 35% responderam que o equilíbrio está entre 50 e 70%, e 23% afirmaram que está entre 30 e 50%. Na Bahia, 53% das empresas ouvidas no VanPro possuem faturamento até R$ 1 milhão; 23% ganham entre R$ 1 milhão e R$ 3 milhões; 19% entre R$ 3 milhões e R$ 5 milhões e 5%, acima de R$ 5 milhões. A maioria das empresas têm mais de 20 anos de existência (37%) ou mais de 10 anos (37%).

Bahia.Ba