O período de frio tardio e o calor escasso chega ao fim nos meses de dezembro e janeiro. De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), há previsão de chuvas intensas para o início de 2023, seguidas por alta nas temperaturas — o cenário pode provocar diferentes problemas ao organismo. Aliado a férias escolares e recesso de Natal e Réveillon, é comum que a população esteja desatenta a cuidados básicos e especialistas recomendam atenção aos fatores que podem gerar maior desconforto.

De acordo com a médica e professora do curso de Medicina da Faculdade Pitágoras, Camila Reis, a estação exige atenção com a saúde. “Por se tratar de um período em que muitos viajam e aproveitam para descansar, alguns cuidados diários ficam de lado causando desconfortos e até algumas doenças para o organismo. Com as crianças e idosos, a atenção deve ser redobrada”, afirma.

A especialista destaca as principais dicas para manter o bem-estar durante a temporada:

Hidratação

O corpo é formado por 70% de água e ela é a grande aliada para as funções vitais do nosso organismo. No verão, transpiramos mais porque a eliminação de líquidos controla nossa temperatura corporal. É recomendado beber 2 litros de água por dia. A boa hidratação ajuda a administrar as calorias, melhorar o funcionamento dos órgãos e evitar a retenção.

Incidência do Sol

Praticar atividades físicas ao ar livre em horários em que o sol está mais forte pode causar desidratação e elevação da temperatura corporal. Os melhores horários para praticar exercícios são no início da manhã, até às 10 horas, e após às 16 horas.

Filtro solar

É importante intensificar o uso de protetor solar. De acordo com dados do INCA (Instituto Nacional do Câncer), o câncer de pele responde a 33% dos diagnósticos de tumores no Brasil.

Alimentação leve

Ingerir alimentos pesados e gordurosos pode não ser a melhor alternativa, já que eles exigem um trabalho maior de digestão, o que aumenta a temperatura corporal. Dê preferência para refeições mais leves e comidas com bom percentual de água. Durante o verão, também é comum casos de intoxicações alimentares, pois o calor faz com que os produtos estraguem mais rapidamente. Por isso, é importante ter atenção às datas de validades.

Roupas adequadas

O vestuário contribui para a elevação da temperatura corporal. Por isso, é importante ceder espaço para roupas mais leves, com tecidos de fibras naturais, como o algodão, linho, seda e crepe, que permitem a ventilação do corpo. As cores claras são aliadas, uma vez que tonalidades escuras tendem a absorver o calor e, com isso, prejudicam o conforto.

Fonte: Pitágoras