Uma reunião no Centro de Operações e Inteligência (COI), realizada na manhã desta quinta-feira, dia 22, definiu estratégias para a proteção da prefeita de Cachoeira, no Recôncavo baiano, Eliana Gonzaga de Jesus, que vem recebendo ameaças e já teve dois correligionários assassinados desde que foi eleita, em novembro.

Entre as decisões tomadas na reunião, ficou determinado que escolta e outras ações preventivas serão reforçadas. As medidas que serão adotadas foram anunciadas pelo comandante-geral da Polícia Militar, coronel Paulo Coutinho, e pela delegada-geral, Heloísa Brito.

O secretário de Segurança Pública, Ricardo Mandarino, que também participou da reunião, assegurou que vai fazer tudo o que estiver ao alcance da Segurança Pública para levar à Justiça os responsáveis.

Editado pelo Tribuna do Recôncavo | Informações: Metro1