Falta apenas um mês para uma das datas mais esperadas do comércio brasileiro, a Black Friday 2022. O evento que acontecerá no dia 25 de novembro é a oportunidade para muitos consumidores irem as compras e conseguirem aproveitar bons descontos. No entanto, a data também é marcada pelo aumento do número de golpes online e fraudes, como lojas falsas.

De acordo com um levantamento feito pela desenvolvedora de soluções em cibersegurança global Check Point Research, em 2021, semanas antes da Black Friday a quantidade de sites e e-commerces fraudulentos cresceu 178% em comparação com a média dos meses anteriores do ano, um número considerado recorde em todo o mundo.

Dentro desse contexto, quero oferecer o dr. Alisson Santos, cofundador da Forum Hub e advogado especializado em golpes digitais, para falar mais sobre o que o consumidor pode fazer para evitar cair nesses golpes, além e listar os golpes mais comuns nesse período e explicar como a pessoa pode recorrer e tentar recuperar o seu dinheiro, caso perceba que caiu em um golpe digital.

Podemos abordar pontos como:

– Por que cresce tanto o número de golpes online com a proximidade da Black Friday?

– Mesmo com as dicas o consumidor ainda cai nesses golpes? Existe um público que seja mais suscetível a ser enganado pelos criminosos?

– Quais os detalhes que o consumidor deve ficar atento para que não caia em um golpe de uma loja online falsa por exemplo?

– No caso do PIX, como evitar cair um golpe do PIX falso?

– Se o consumidor cair em um golpe ele consegue recuperar o dinheiro investido? Como ele pode agir juridicamente?

ASCOM