Uma semana após ser instalada na frente da bolsa de valores B3, a estátua do Touro de Ouro foi removida na noite de terça-feira, dia 23. A retirada foi exibida nas redes sociais pelo seu idealizador, Pablo Spyer, sócio da XP Investimentos.

O monumento foi alvo de críticas, devido ao aumento da pobreza no país devido a pandemia, e também poderia acarretar uma multa aos responsáveis sob alegação de que ele foi colocado sem autorização dos órgãos responsáveis por zelar a paisagem urbana.

A decisão da retirada foi tomada pela Comissão de Proteção à Paisagem Urbana (CPPU), órgão da Secretaria Municipal de Urbanismo e Licenciamento (SMUL). O colegiado entendeu que a escultura tem caráter publicitário por estar associada a uma das marcas do seu idealizador, que é presidente da empresa de educação financeira “Vai Tourinho”. Antes de ser retirado, o Touro foi embalado em plásticos.

Bahia.Ba