Entre as instituições de ensino superior da Bahia, a Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB) foi a única a alcançar nota máxima no indicador federal de qualidade, o IGC (Índice Geral de Cursos), divulgado nesta sexta-feira, dia 23, pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais) e pelo Ministério da Educação.

A pesquisa, referente a 2019, incluiu 108 instituições baianas, das quais uma única teve a nota máxima (5) e 26 receberam a nota 4. A escala do IGC vai de 1 a 5 e é medida a partir da média dos últimos três anos de um outro indicador do governo focado nos cursos — CPC (Conceito Preliminar de Cursos).

A Universidade Federal da Bahia (UFBA) ficou na escala 4. Assim como a Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), Universidade do Estado da Bahia (UNEB), Unifacs, Escola Bahiana, Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS) e Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB). Apenas as duas faixas mais baixas são consideradas inadequadas, e podem levar as instituições a receberem sanções do MEC. Nenhuma instituição federal baiana ficou nessas classificações, mas 11 faculdades do estado receberam o IGC 2.

Metro1