O governo federal incluiu nas informações classificadas da Secretaria-Geral da Presidência da República (SGPR) o detalhamento dos gastos de cartões corporativos da Presidência durante a gestão do ex-chefe de Estado Jair Bolsonaro (PL). A informação foi divulgada pela agência de dados públicos Fiquem Sabendo.

Ao todo, ao longo dos quatro anos de governo Bolsonaro, foram gastos R$ 27,6 milhões – com despesas em hospedagens, alimentação, locação de bens móveis, apoio administrativo, técnico, operacional e outros. Quando corrigidos pela inflação, os gastos de Jair Bolsonaro com cartão corporativo são menos da metade dos gastos de Lula em seu primeiro mandato entre 2003 e 2006. Em valores nominais, em seu primeiro governo, Lula gastou R$ 22,05 milhões, enquanto Jair Bolsonaro gastou R$ 27,6 milhões.

Em valores de dezembro de 2022, no entanto, é como se Lula tivesse gasto R$ 60,7 milhões. Ainda em valores corrigidos pela inflação, o governo de Jair Bolsonaro gastou menos que os mandatos de Lula 2 (R$ 48,9 milhões) e Dilma 1 (R$ 42,3 milhões). Os gastos só não são menores que os mandatos combinados de Dilma 2 e Michel Temer que, entre 2015 e 2018, gastaram juntos cerca de R$ 25,5 milhões.

Editado pelo Tribuna do Recôncavo | Informações: Metro1