Um clarão semelhante a um relâmpago foi visto no céu, na cidade de Ituberá, no Baixo Sul da Bahia, na noite desta segunda-feira, dia 26. Em seguida, o possível meteoro caiu causando um forte estrondo e tremor.

O fenômeno aconteceu por volta das 21h35 e durou em torno de 3,4 segundos. Segundo moradores, o objeto caiu do céu entre o mar de Pratigi e Morro de São Paulo.

Além de Ituberá, o clarão e o estrondo foram visto e sentido em Valença; em Morro de São Paulo, no município de Cairu; Camamu; Teolândia; em Barra Grande, no município de Maraú; Nilo Peçanha; Wenceslau Guimarães e em outros municípios.

Fonte: Tribuna do Recôncavo

Segundo o presidente da APA  – Associação Paraibana de Astronomia, Marcelo Zurita, o fenômeno apresentou características semelhantes ao registrado em 19 de outubro, que também foi visto em cidades baianas. Zurita destacou que apesar da situação assustar os moradores por causa do barulho e tremor, não apresenta risco.

“Mesmo que algum fragmento do meteoro atinja as camadas da Terra, é muito difícil atingir pessoa ou povoado. Esse objeto de ontem não deve ser muito grande. Ainda não calculamos a massa, mas ele não deve chegar a um metro”, conta.

Para explicar sobre o deslocamento de ar e comparar o fenômeno na Bahia, Zurita relembrou de um meteoro que atingiu a Terra em 2013, na Rússia. Na época, quase mil pessoas ficaram feridas na região de Cheliabinsk.

“A exemplo do que ocorreu em 2013 na Rússia, onde muita gente ficou ferida, muitos deles por estilhaços devido à quebra das janelas causada pelo deslocamento de ar. Para causar isso, o meteoro na Rússia tinha cerca de 17 metros e 10 mil toneladas. A energia cinética que ele tinha era muito maior essa fragmentação [na Bahia]”, completa.

Fonte: G1