A chuva que atingiu Itaberaba (BA) no último sábado, dia 27, por duas horas foi o equivalente a mesma quantidade em dois meses e 10 dias. Choveu 130 milímetros, quando a estimativa por ano é de 600 milímetros. Segundo a secretaria de Comunicação (Secom) da cidade, o volume de água foi tão grande que causou a morte de duas pessoas, vítimas do desabamento de uma laje que cobria uma passagem de água.

Além disso, dois postes de energia elétrica com alta tensão caíram na BA-046, e a via precisou ser interditada, no trecho em frente ao posto Jaguar. E, na Zona Rural, a prefeitura informou que algumas comunidades ficaram ilhadas. São elas: Gerais, Queiroz, Batata, Laje, Poço Dantas e Mamão. Em toda a cidade há marcas da chuva. No centro, a Rua Rubens Ribeiro e a Avenida Rio Branco foram castigadas. Existem trechos em que o asfalto foi arrancado e crateras se formaram. A prefeitura pede atenção das pessoas que circulam no local.

Segundo a Secom de Itaberaba, os bairros mais atingidos são: Campo do Governo, Alameda das Umburanas, Barro Vermelho e Brisas da Chapada. A Secretaria de Infraestrutura fez ações emergenciais nos pontos mais caóticos. Ainda segundo a administração municipal, a Superintendência da Defesa Civil do Estado esteve na cidade durante a manhã e há previsão de intervenção da Defesa Civil Nacional. A Secretaria de Ação Social atendeu 18 pessoas desalojadas (encaminhadas para casa de familiares) e 30 pessoas afetadas foram atendidas.

G1/ Bahia