Estudantes da rede pública de ensino das cidades de Alagoinhas, Entre Rios e Inhambupe, no litoral norte e agreste da Bahia, puderam nesta sexta-feira, dia 11, realizar um sonho: conhecer de perto autores e obras literárias de diversos gêneros durante a Bienal do Livro da Bahia 2022, que acontece no Centro de Convenções de Salvador. “Estou muito feliz de estar aqui. É um sonho realizado”, afirmou Fernanda Oliveira, 15 anos, que estuda no Colégio Municipal de Alagoinhas.

Ela e outros 25 alunos dos três municípios percorreram os estandes do evento e visitaram a exposição “Floresta Sempre Viva”, baseada no livro fotográfico de mesmo nome idealizado pela Bracell. “Está sendo muito incrível, porque essa oportunidade ajuda a abrir mais nossos olhos para o conhecimento”, pontua ela, que foi uma das selecionadas do “Concurso de Fotografia Bracell Social”, que estimulou a participação dos estudantes por meio da produção de fotos e textos sobre o tema “Floresta é vida: a importância da proteção do meio ambiente para nossa sobrevivência”.

Marcelo Vitor dos Santos, 15 anos, da Escola Monteiro Lobato, na cidade de Entre Rios, também destaca a importância da seleção e de estar na Bienal: “Participar do concurso foi uma honra. E a Bracell proporcionar a vinda a este evento, como prêmio, foi ótimo, uma vez que essa iniciativa ajuda a estimular a leitura e o cuidado com a natureza”.

Além dos jovens, 13 professores acompanharam os estudantes. Um deles foi Carlos Darlan Souza, que leciona língua inglesa na Escola Municipal Doutor Luís Coelho, em Inhambupe. “Essa experiência com a natureza, por meio do concurso e da exposição, e com o conhecimento literário é fundamental para o ser humano. Além disso, foi enriquecedora a presença dos alunos na Bienal. Eles estão empolgados. Esta visita é uma atividade que servirá para hoje e para o resto da vida deles”.

ASCOM