O ENEM, principal porta de entrada dos brasileiros as universidades públicas e privadas, contará com mais de 3,3 milhões de candidatos em 2022. Muitos estudantes se perguntam a melhor forma de intensificar os estudos para garantir boas notas em sua avaliação. Segundo a coordenadora do curso de Pedagogia da Faculdade Anhanguera de Salvador, Camila Fortuna, resumos e recursos tecnológicos são os melhores aliados na reta final.

A docente compara a prova a uma disputa de atletismo: é preciso dosar os esforços para não queimar toda a energia antes da chegada, sempre lembrando que é importante ter foco e planejamento para alcançar bons resultados. Com pouco tempo até a realização das provas, a recomendação é aproveitar os resumos dos estudos, sejam eles apostilas, mapa mentais online ou vídeo aulas disponíveis na internet.

“O Enem é bastante extenso e põe à prova todo o conhecimento adquirido pelo estudante durante a vida escolar. Além disso, o exame exige do candidato pensamento e raciocínio rápido para resolver as questões, que muitas vezes trazem contextualização de diversos conteúdos. Por isso, é importante na reta final balancear os estudos, revisando as matérias de forma estratégica”, afirma.

A prova contará no primeiro dia com 40 questões de Língua Portuguesa, 5 de língua estrangeira (inglês ou espanhol), 45 questões de Ciências Humanas e redação; enquanto no segundo domingo serão 45 questões de Matemática e 45 perguntas de Ciências da Natureza.

A seguir, a professora universitária mostra algumas dicas cruciais para o candidato usar na reta final para o exame:

Não tente decorar ou recuperar o tempo perdido pouco antes da prova: na reta final, é importante manter a rotina dos estudos, usando todos os recursos possíveis e disponíveis.

Tire o máximo dos simulados: aproveite ao máximo os simulados promovidos pela escola ou cursinho. Outra opção são as plataformas on-line, que disponibilizam exames gratuitamente. Lembre-se de que um bom atleta precisa estar sempre treinando para o dia da competição.

Entenda o regulamento e o que a prova requer do candidato: o Enem é uma prova complexa e com configurações delimitadas. Saber sobre isso é vantajoso. Por isso, o aluno deve avaliar a prova e se atentar ao comando dado por cada questão. De acordo com a correção da TRI (Teoria de Resposta ao Item), falhas assim prejudicam muito a nota final.

Foque nos conteúdos mais difíceis: antes do dia da prova, é interessante focar nos conteúdos em que você tem maior dificuldade. O objetivo não é se desgastar, mas sim, criar estratégias para aumentar a segurança na hora que o assunto surgir no exame. Uma boa saída para quebrar as dúvidas é participar de grupos de estudo.

Resolva as questões mais difíceis primeiro: no dia da prova, ao ler as questões, resolva primeiro as que considera mais fáceis; sinalize as que, com um pouco mais de atenção, conseguirá resolver e as que não tem nenhuma ideia sobre a resposta, essas deverão ser as últimas a serem resolvidas. Com isso, ganhará tempo e não correrá o risco de deixar de responder perguntas sobre as quais tem conhecimento.

Fontes: Anhanguera e Kroton