As demissões na Amazon vão subir para mais de 18 mil como parte de uma redução da força de trabalho divulgada anteriormente, disse o presidente-executivo da companhia, Andy Jassy, em comunicado na quarta-feira, dia 04.

As dispensas, que serão comunicadas a partir de 18 de janeiro, terão grande impacto nas áreas de comércio eletrônico e recursos humanos da empresa, disse ele. Os cortes representam 6% da força de trabalho corporativa da Amazon, que totaliza cerca de 300 mil pessoas, e representam uma reviravolta, uma vez que a varejista recentemente dobrou seu teto salarial básico para competir de forma mais agressiva por talentos.

Jassy disse no comunicado que o planejamento anual tem sido “mais difícil” devido às incertezas econômicas e ao fato de que a companhia contratou “rapidamente” nos últimos anos. A Amazon começou a demitir funcionários de sua divisão de dispositivos em novembro. Uma fonte disse à Reuters na época que a companhia planejava cerca de 10 mil cortes.

Bahia.Ba