Supostos funcionários da empresa VLI Multimodal S.A, controladora da Ferrovia Centro-Atlântica (FCA), comunicaram a moradores que serão demolidos mais de 120 imóveis que margeiam o trilho do trem na cidade de Cachoeira no Recôncavo baiano. As famílias residem no local há mais de 50 anos.

A VLI Multimodal S.A já tem duas dívidas com a cidade, parte de um Termo de Ajuste e Conduta (TAC) assinado pela empresa. São elas a reforma da Estação Ferroviária de Cachoeira, não concluída há dez anos, e a reforma da Ponte Dom Pedro II, que há seis anos se encontra com as obras paralisadas.

O deputado estadual Niltinho (PP) repudiou a ação da empresa. “Não podemos admitir que essas famílias fiquem desabrigadas. Confirmada essa situação, a população do local vai perder as suas casas. Vamos cobrar esclarecimentos sobre esta situação”, disse Niltinho.

Em nota, a empresa VLI Multimodal S.A, afirma que a ação dos funcionários em comunicar os moradores que seus imóveis serão demolidos se dá por intermédio do Poder Judiciário e que eventuais intimações são realizadas por oficiais dos órgãos judiciais.

Redação: Bahia.Ba | Informações: Recôncavo Online