Por Adriana Soares – especialista em finanças

Início do ano é sinônimo de custos adicionais na vida do brasileiro e é hora de se perguntar como dar conta de tantas despesas que surgem nessa época. Seja IPTU, IPVA, matrícula e material escolar ou gastos inesperados, é necessário estar sempre atento ao orçamento familiar na hora de avaliar as despesas e criar um planejamento financeiro eficiente e de longo prazo.

Adriana Soares, especialista em finanças e supervisora do Sicoob, ressalta a necessidade de evitar gastos adicionais durante os primeiros meses do ano. “É importante evitar compras por impulso nas promoções de início de ano, por conta dos gastos já feitos no final do ano anterior, correndo risco de comprar sem necessidade. Se houver a urgência de adquirir algo, o melhor caminho é realizar uma pesquisa de preço e, quando possível, esperar um pouco mais para comprar à vista com desconto ou negociar o parcelamento sem juros adicionais”, opina.

A especialista também alerta para os gastos recorrentes já programados para esse período. “Devemos estar atentos, pois, no início do ano, já existem as despesas com IPVA, matrícula e material escolar, além do IPTU, que pode contar com um bom desconto com o pagamento da cota única. Descontos como esse, podem ajudar no pagamento de outras despesas, como por exemplo, a fatura do cartão de crédito que possivelmente venha com valor mais elevado devido às compras do final de ano”, explica.

A criação de um orçamento pessoal ou familiar são as principais indicações dos especialistas para a tranquilidade financeira, dessa forma, o início de ano torna-se o momento ideal para sacrificar gastos supérfluos e pôr em ordem o tão sonhado investimento para a realização de metas, como fazer um consórcio, adquirir um lote para construção da casa própria, comprar a casa própria, fazer uma viagem, investir em um curso, etc.

“Existem pessoas que começam e terminam o ano com os mesmos sonhos, contudo, o importante é ter atitude. Como você se vê daqui a 5, 10, 15 anos? Essas perguntas são importantes para estimular a visão e projetar-se para um futuro brilhante e realizador”, aconselha a supervisora do Sicoob.

Dicas para economizar

Começar e terminar o ano com folga nas finanças requer um bom planejamento financeiro, no qual será possível identificar o seu próprio perfil de consumo, analisar o orçamento, as condições para investimentos e as despesas que estão consumindo maior parte das entradas financeiras, assim como as que podem ser ajustadas.

“O bom planejamento precisa levar em consideração a realidade, é preciso ser otimista, mas também realista. Ao planejar, é importante que os alvos e as metas sejam realísticos, mensuráveis e atingíveis”, avalia Adriana Soares.

A especialista também lista uma série de dicas que podem ajudar na hora de economizar uma boa quantia durante esse período. Dentre as principais recomendações estão:

  • Inclua no seu orçamento os gastos das compras de final de ano;
  • Evite gastos por impulso;
  • Realize a previsão de valores que você tem de décimo terceiro ou férias. Normalmente, esse valor é utilizado para pagamento de dívidas, mas, é importante deixar uma reserva para custear essas dívidas de início de ano, como também realizar investimentos para concretização de alguns sonhos.

Fonte: Sicoob