Quarenta aves transportadas sem cuidado foram apreendidas pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) na Bahia na última segunda-feira, dia 1ª. Os animais estavam amontoados e aprisionados dentro de gaiolas em um táxi que trafegava por um trecho da BR-242 de Itaberaba, no Piemonte do Paraguaçu. A ação ocorreu após os policiais pararem o carro, um GM/Zafira, com dois ocupantes.

Ao vistoriar o veículo, a equipe se deparou com as aves, que eram levadas sem ventilação adequada e em ambiente escuro, e constatou os maus-tratos. Das 40 aves, 29 eram da espécie Estevão, e 11 eram azulões. Típico da caatinga, o Azulão tem sido alvo constante do tráfico de animais silvestres. Ainda segundo a PRF, depois de capturados, eles são levados para todo o país e até para o exterior “por conta de sua beleza exuberante e seu canto diferenciado”. No flagrante, o passageiro, de 51 anos assumiu a responsabilidade pelo aprisionamento ilegal dos animai.

O homem também não tinha autorização de órgão ambiental para criação das espécies. Ao final, a PRF lavrou um Termo Circunstanciado de Ocorrência. O infrator, que mora na capital baiana, vai responder na Justiça por crime contra o meio ambiente (Lei 9.605/98). Após o resgate, os pássaros foram encaminhados aos cuidados do órgão ambiental de Itaberaba. Eles vão passar por um processo de reabilitação antes de serem devolvidos à natureza. De janeiro a outubro deste ano, a PRF já apreendeu cerca de 3 mil aves silvestres na Bahia.

Bahia Noticias