A definição da indicação para a vaga de conselheiro do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) (veja mais) deve ficar para depois das eleições.

Segundo o presidente da Casa, o deputado estadual Adolfo Menezes, o assunto só será debatido após o pleito. “Vemos muitas manchetes, mas isso só será tratado, dependendo aqui da Casa, desse presidente, só depois da eleição”, revelou Adolfo Menezes.

O indicativo de Adolfo conflita com a defesa de alguns parlamentares da base governista, que defendem que a eleição da vaga seja feita imediatamente, pois o governo conseguiria ter controle e contemplar algum aliado ou algum nome que fosse consenso na AL-BA.

Porém outra corrente entende que a eleição deve ser feita após a eleição. Apesar disso, a base governista correria o risco de, em uma eventual vitória de ACM Neto (União) ao governo, ocorresse uma “monopolização” da cadeira, pois, o governo Rui, em tese, já teria acabado. Na disputa estão Ivana Bastos (PSD), Tom Araújo (União) e Fabrício Falcão (PCdoB).

Bahia Noticias