O homem suspeito de estuprar uma jovem de 20 anos, no fundo de um hotel desativado no bairro de Ondina, em Salvador, teve mandado de prisão preventiva cumprido na 14ª Delegacia Territorial (DT), da Barra. O suspeito estava escondido no povoado de Bom Será, na zona rural da cidade de Serra Preta, e se apresentou na delegacia na noite de quinta-feira, dia 21. O crime aconteceu na última segunda-feira, dia 18, atrás do antigo hotel Othon. Imagens de câmeras de vigilância colaboraram para a identificação do criminoso.

De acordo com o titular da 7ª DT/Rio Vermelho, delegado Nilton Borba, a busca também foi intensificada em outros pontos de Salvador. “Assim que tivemos conhecimento do fato, iniciamos as investigações, com a sua identificação e as diligências não cessaram. Trata-se também de uma questão de honra, retirar do convívio social uma pessoa com tal grau de periculosidade. Unindo os esforços com a equipe da 14ª Delegacia, facilitou ainda mais alcançarmos esse objetivo”, declarou.

A titular da 14ª DT / Barra, delegada Mariana Ouais, informou que o homem teve o mandado de prisão solicitado à Justiça pela 14ª DT / Barra, após estupro cometido contra outra mulher, naquele bairro, na quinta-feira, dia 14. “Assim que decretada a medida cautelar, unimos os esforços com a equipe do delegado Nilton Borba da 7ª DT / Rio Vermelho e fomos à busca deste criminoso”, explicou.

A delegada também destaca que a intensa busca pelo paradeiro do suspeito o impulsionou a se entregar. “As equipes da 14ª e da 7ª Delegacia fizeram diversas diligências, tanto em Salvador quanto no município de Serra Preta, desde a quarta-feira, dia 20. No início da noite desta quinta-feira, dia 21, o advogado ligou informando que ele se entregaria em uma unidade do interior do estado, de onde foi recambiado para Barra, e aqui cumprimos o mandado de prisão”, detalhou.

O homem é acusado também de outros estupros ocorridos nos bairros da Barra e Ondina, além da suspeita de outra violência sexual no Centro de Salvador. “Temos alguns registros de tentativas de estupros, os quais estão sendo atribuídos a este criminoso. As investigações terão continuidade, outras possíveis vítimas poderão comparecer a Delegacia e denunciar”, informou a delegada.

O acusado ficará custodiado à disposição do Poder Judiciário. Participaram das diligências para localizar o acusado policiais da 14ª DT/Barra, 7ª DT/ Rio Vermelho, 1ª DT / Barris, equipes do Departamento de Polícia Metropolitana (Depom), com o apoio do Departamento de Crimes Contra o Patrimônio (DCCP), Departamento de Polícia do Interior (Depin) e guarnições da Polícia Militar.

Metro1