O Laboratório Central de Saúde Pública da Bahia (Lacen-BA) registrou, entre os dias 1º e 12 de janeiro de 2021, um aumento de 234% nos diagnósticos da Covid-19 no estado. De acordo com a Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab), o laboratório analisou, neste período, mais de 3 mil exames de RT-PCR diariamente. Do primeiro dia do ano até esta quarta-feira (12), a cada 100 testes realizados, o número de resultados positivos para o coronavírus saltou de 6,55 para 21,93. Este percentual só havia sido registrado anteriormente em outubro de 2021.

O último boletim divulgado pela Sesab, nesta quarta, indicou que a Bahia registrou 1.610 casos e 12 mortes pela doença em 24 horas. Desde o início da pandemia, 27.628 pessoas morreram no estado em decorrência da doença. Já o número de casos ativos atingiu 6.174, o maior desde julho de 2021. “Medidas não farmacológicas como o uso de máscara e a higiene frequente das mãos são tão importantes quanto ter o esquema vacinal completo”, ressaltou a secretaria, em comunicado nas redes sociais.

Em resposta a um comentário, a secretaria reforçou que ainda existem seis milhões de baianos que não completaram o esquema vacinal contra a Covid-19, número correspondente a quase metade do público-alvo, que contempla 12,7 milhões de pessoas com mais de 12 anos. Ainda segundo a Sesab, mais de 1,8 milhão de pessoas sequer tomaram a primeira dose de vacina, e 4,2 milhões estão com as segundas e terceiras doses em atraso.

Metro1