Bispos de 23 dioceses da Bahia manifestaram, em uma carta enviada ao governador Rui Costa (PT), preocupação em relação à liberação de festas de final de ano e, em especial, do Carnaval de 2022. Pedindo a intercessão de Santa Dulce dos Pobres e as bênçãos do Senhor do Bonfim, os membros do clero pedem que o dirigente tome decisões mais rigorosas para evitar uma nova “tragédia”.

“Queremos manifestar nosso apoio às medidas sanitárias baseadas em dados científicos que visem à preservação da vida e à contenção de possíveis novos casos. Uma medida lúcida, autorizada, responsável e corajosa por parte do governo do Estado poderá evitar o retorno da tragédia e suas terríveis consequências”, diz o texto.

Assinada por sete representantes, a carta lamenta o grande número de pessoas que morreram acometidas com a Covid-19 no estado e reforça a avaliação sobre a insegurança realização de festas de grande porte “devido à forma como essas festas acontecem, através de aglomerações massivas que podem causar um possível retorno de casos de COVID19 e consequentes óbitos”.

Metro1