A justiça, condenou nesta quarta-feira, dia 27, a 98 anos de detenção, em regime fechado, o acusado por um duplo feminicídio e uma tentativa de homicídio. O réu, conhecido como Edson Pintor, foi acusado de cometer feminicídio contra a ex-companheira Ana Lúcia Ribeiro Santos e sua filha Daniela Sabrina Ribeiro, além de tentar contra a vida de sua ex-cunhada em 2016.

Edson deverá cumprir a pena em regime inicial fechado e não poderá recorrer da sentença em liberdade. O crime ocorreu em abril de 2016 n residência das vítimas e de acordo familiares da vítimas, o crime foi marcado por um ato banal, já que Ana Lúcia, já estava separada do réu há mais de um ano e ele não aceitava a separação.

“Graças a Deus a Justiça foi feita. Ele pegou 98 anos de prisão em regime fechado. Isso não trará a vida delas de volta, mas houve justiça. A partir disso temos esperança de que outros casos sejam resolvidos, porque os homens não devem achar que são donos das vidas dessas mulheres. Fui até o fim com meu pedido de justiça. Ele tirou duas vidas e deixou minha tia com sequelas”, disse Débora, irmã de uma das vítimas.

Redação: Blog do Valente | Reportagem: Rádio Andaiá FM