Os pequenos fragmentos de óleo que foram encontrados e recolhidos nesta quinta-feira, dia 28, da Praia do Peró, em Cabo Frio, Rio de Janeiro, não são compatíveis com a substância identificada no litoral do Nordeste e Espírito Santo.

A conclusão é de uma análise do Instituto de Estudo do Mar Almirante Paulo Moreira (IEAPM), divulgada neste sábado, dia 30, pelo Grupo de Acompanhamento e Avaliação (GAA), formado pela Marinha, pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) e pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA).

Em comunicado, a Marinha informou que um grupamento de militares da força e agentes do IBAMA “já se encontra no local efetuando monitoramento. Até o momento, não foram encontrados novos vestígios de óleo no estado do Rio de Janeiro”.

Metro1