O ministro da Economia, Paulo Guedes, apresentou nesta quarta-feira, dia 18, durante o Congresso Mercado Global de Carbono – Descarbonização & Investimentos Verdes, sobre o Brasil. O evento, do qual participam ministros, secretários, empresários e autoridades, segue até sexta-feira, dia 20, no Museu do Meio Ambiente, localizado no Jardim Botânico do Rio de Janeiro.

Segundo Guedes, por ser uma democracia ocidental estruturada em uma economia de mercado, estar localizado próximo aos mercados europeu e norte-americano ajudará o Brasil a se beneficiar da busca cada vez maior de outros países por segurança energética e alimentar. Mas para garantir essa posição, é fundamental que o país se destaque também como uma potência verde que preserva recursos ambientais e avança na transição para fontes limpas de energia.

“O Brasil já é uma potência verde, energética e alimentar. Essa ficha caiu para o mundo”, declarou o ministro ao abrir seu discurso, no qual destacou a relevância deste papel na relação com outros países em um contexto de pós-pandemia de covid-19, seguido de uma guerra que alterou as cadeias produtivas globais. Para o ministro, a pandemia fez o mundo mergulhar em uma economia digital. Já a guerra entre Rússia e Ucrânia resultou em “um problema muito mais urgente para os europeus: está faltando tanto a energia que era fornecida pela Rússia, como os grãos que eram fornecidos pela Ucrânia”, disse o ministro.

Redação: Bahia.Ba | Informações: Agência Brasil