O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu por unanimidade, nesta quinta-feira, dia 25, que o eleitor precisará entregar o celular para o mesário antes de entrar na cabine de votação.

A entrada com aparelhos telefônicos na cabine já é ilegal, mas agora terão medidas para coibir eleitores que queiram burlar a regra. Segundo o TSE, haverá uma mesa receptora para deixar os telefones celulares. Caso seja preciso, poderão ser usados detectores de metal também.

Uma nova resolução deve ser publicada na próxima semana para deixar explícita a medida. O eleitor que se recuse a entregar o celular estará cometendo um crime eleitoral e a Polícia Militar poderá ser chamada.

Metro1