O desmatamento do Cerrado no período de agosto de 2018 a julho de 2019 ficou 2,26% menos, na comparação com o ano de 2018, mas aumentou 15% em unidades de conservação.

Os dados são do Projeto de Monitoramento do Desmatamento (Prodes) do Cerrado, feito pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), ligado ao Ministério da Ciência e Tecnologia. Eles são a taxa oficial de desmatamento do bioma.

Na Amazônia, o desmatamento no mesmo período teve aumento de 29,5%. De acordo com o Prodes, foram devastados 6.483,4 km² no Cerrado. Na Amazônia, foram 9.762 km².

Informações: G1/ Bahia | Redação: Bahia.Ba