Uma nova “caixa misteriosa” foi encontrada por mergulhadores do projeto Coral Vivo, perto da Ilha Siriba, no Arquipélago de Abrolhos, que fica na região sul da Bahia. O caso aconteceu no domingo, dia 31. Os mergulhadores tiveram dificuldade para conseguir retirar o objeto do mar. Eles utilizaram roldanas e botes infláveis. O projeto Coral Vivo informou que o material foi condicionado em um local seguro e irá passar por perícia e estudos.

Segundo os mergulhadores do projeto, a caixa é semelhante aos fardos de borracha que foram encontrados no litoral da Bahia neste ano. As primeiras caixas encontradas em Salvador foram vistas em 2 de agosto, na praia do Flamengo. Outros materiais da mesma natureza apareceram também nas praias de Amaralina e nas regiões de Jauá (em Camaçari) e Costa do Sauípe (em Mata de São João), na região metropolitana.

À época, a Marinha informou que os pacotes têm sido encontrados no litoral do Nordeste desde 2018 e não foi registrado nenhum acidente náutico que justificasse o aparecimento dessas caixas. Segundo o órgão, o material não tem características poluentes. De acordo com o oceanógrafo Carlos Teixeira, pesquisador do Instituto de Ciências do Mar (Labomar), da Universidade Federal do Ceará (UFC), o material pertence a um navio nazista alemão afundado no mar há mais de 80 anos.

G1/ Bahia