O pré-candidato à presidência, Ciro Gomes (PDT), criticou a ação de policiais rodoviários em Sergipe que terminou com a morte de Genivaldo de Jesus Santos, de 38 anos, morto dentro do porta-mala da viatura policial, asfixiado por gás lançado pelos agentes de segurança.

“Simplesmente estarrecido com a morte de um homem negro, com transtornos mentais, após ser colocado em porta-malas de viatura da PRF, cheio de fumaça tóxica. Onde foi parar nossa humanidade, Brasil?”, escreveu Ciro Gomes em suas redes sociais.

“Até quando vamos assistir absurdos como este? Até quando vai se achar normal um presidente comemorar a morte de dezenas de pessoas após operação policial?”, completou.

Bahia.Ba