O YouTube anunciou nesta terça-feira (12), que suspendeu o canal do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, por violação das políticas da plataforma. Segundo a rede, ele incitou a violência em uma transmissão após a invasão dos seus apoiadores ao Congresso dos EUA.

Trump não poderá mais enviar vídeos ao canal, fazer transmissões ao vivo e receber comentários por ao menos uma semana. Segundo o comunicado, esse prazo poderá ser prorrogado.

Após o ataque ao Capitólio, o presidente já foi banido do Twitter e suspenso de Facebook e Instagram até a posse do democrata eleito, Joe Biden, no dia 20 de janeiro.

Metro1