Pelo menos 64 pessoas morreram neste domingo, dia 15, quando um avião caiu em Pokhara, no Nepal, no pior acidente do pequeno país do Himalaia em 30 anos. O voo tinha 72 pessoas a bordo e havia decolado de Katmandu, capital do país.

A aeronave, uma ATR 72, era operada pela empresa de voos domésticos Yeti Airlines. Um representante da companhia aérea informou que dentre os ocupantes estão duas crianças, quatro tripulantes e 15 estrangeiros.

O avião levava, além de 57 nepaleses, cinco indianos, quatro russos, um irlandês, dois sul-coreanos, um australiano, um francês e um argentino, disse uma autoridade do aeroporto do Nepal.

Editado pelo Tribuna do Recôncavo | Informações: G1