Funcionando no bairro de Stella Maris, em Salvador, há 34 anos, o Clube dos Empregados da Petrobras (CEPE), também conhecido como Petroclube, pode fechar as portas em breve. A diretoria do clube foi notificada pela direção da Petrobras que pede a desocupação da área no prazo de quatro meses, encerrando o contrato de comodato firmado entre as duas partes.

Segundo a diretoria do clube, o equipamento faz parte da história do bairro e é referência em esporte, lazer e entretenimento para as famílias dos empregados da Petrobras e moradores de Salvador. Ainda de acordo com a direção, atualmente são cinco mil associados. O clube possui estrutura de lazer com quadras poliesportivas, campos de futebol, piscinas, academia, restaurantes, concha acústica e estacionamento.

A diretoria do CEPE informou que acionou o departamento jurídico para evitar que a desocupação seja concretizada. No dia 30 de outubro, uma assembleia será realizada com os associados para debater o assunto. O clube ressalta, ainda, que por se tratar de uma Área de Proteção Ambiental – APA, busca apoio de instituições ambientais de Salvador. A redação entrou em contato com a Petrobras para um posicionamento sobre o que motivou o pedido de desocupação, mas ainda não obteve resposta.

Bahia Noticias