Manter uma alimentação saudável e balanceada é um dos fatores que contribuem para a longevidade e que podem evitar diversas doenças, como o câncer. Além disso, ser fisicamente ativo, manter o peso corporal adequado e evitar o consumo de bebidas alcoólicas ajudam a evitar a doença. Conforme dados do Instituto Nacional de Câncer (Inca), o câncer de mama é o segundo mais incidente em mulheres do Brasil.

Para o ano de 2022, foram estimados cerca de 66.280 novos casos pelo órgão, com 16,5% das pacientes indo a óbito por conta da doença. A pesquisa também revela que o câncer do colo de útero é o terceiro a acometer as mulheres brasileiras, sendo que para este ano estima-se 16.710 novos casos.

O mês de outubro é tradicionalmente dedicado a conscientizar a população sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce para aumentar as chances de cura e sobrevivência. Neste caminho para a prevenção do câncer também está a adoção de uma dieta equilibrada, rica em frutas, verduras, legumes e cereais integrais.

“Nós somos o que comemos. O indivíduo precisa manter uma alimentação saudável para manter as funções do organismo em pleno funcionamento. Evitar alimentos industrializados, prezando por alimentos in natura, como frutas, verduras e legumes, é essencial para evitar uma série de doenças, entre elas o câncer”, afirma o coordenador do curso de Nutrição da Faculdade Anhanguera, Tarcísio Santana Gomes.

A seguir, o especialista elenca alguns dos alimentos que ajudam a prevenir o câncer:

Frutas vermelhas — são ricas em flavonoides, antioxidantes naturais que desaceleram o processo de envelhecimento, além de contribuir para a manutenção das células saudáveis.

Frutas cítricas, como laranja, acerola, abacaxi — são alimentos ricos em vitamina C, que aumentam a produção de glóbulos brancos e a defesa do organismo contra invasores externos.

Tomate, molho de tomate, goiaba e melancia — alimentos ricos em licopeno, responsável pela cor avermelhada, uma substância antioxidante que repara danos causados às células pelos radicais livres.

Cenoura e abóbora — são ricos em betacaroteno, pigmento natural que dá a cor alaranjada nos alimentos e fonte abundante de vitamina A, responsável por estimular o sistema imunológico e manter bons níveis de anticorpos no organismo.

Espinafre e couve — esses alimentos possuem as substâncias luteína (combate a degeneração muscular) e zeaxantina (previne doenças oculares e perda visual).

Peixes de água salgada — espécies como salmão e sardinha possuem ômega-3, um tipo de gordura saudável que regula o colesterol e é anti-inflamatório.

Soja e feijão — alimentos ricos em isoflavona, composto natural que reduz o nível de colesterol.

Pimenta — as pimentas vermelhas destacam-se por serem ricas em capsaicina, uma substância anti-inflamatória e analgésica que atua na defesa do sistema imunológico.

Fonte: Anhanguera e Kroton